segunda-feira, maio 29, 2017

Vampiros

No verão de 1725, Petar Blagojevic se levantou de seu ataúde, na aldeia de Kisiljevo,
mordeu seus nove vizinhos e bebeu seu sangue. Por ordem do governo da Áustria, que naquela
época mandava naquelas bandas, as forças da ordem o mataram definitivamente cravando uma
estaca em seu coração.
Petar foi o primeiro vampiro oficialmente reconhecido, e o menos célebre.
O mais exitoso, o conde Drácula, nasceu da pluma de Bram Stoker, em 1897.
Mais de um século depois, Drácula se aposentou. Não estava nem um pouco preocupado
com a competição dos vampirinhos e vampirinhas bregas que Hollywood estava fabricando;
outras façanhas insuperáveis o angustiavam.
Não teve outra saída a não ser se retirar. Sentia um incurável complexo de inferioridade
diante dos poderosos glutões que fundam e afundam bancos, e que chupam o sangue do mundo
como se o mundo fosse um pescoço.
(Eduardo Galeano em "O Filho dos Dias")


Nenhum comentário :