quinta-feira, maio 18, 2017

A viagem da memória

Em 1781, Tupac Amaru foi esquartejado, a golpes de machado, no centro da Plaza de
Armas de Cuzco.
Dois séculos depois, um menino descalço lustrava sapatos naquele exato lugar, quando um
turista perguntou se ele conhecia Tupac Amaru. E o pequeno engraxate, sem erguer a cabeça,
disse que conhecia. Quase em segredo, enquanto fazia seu trabalho, murmurou:

– É o vento.



(Eduardo Galeano em "O Filho dos Dias")

Nenhum comentário :