domingo, maio 14, 2017

A dívida alheia


No dia de hoje de 1948 nasceu o Estado de Israel.
Poucos meses depois, já havia mais de oitocentos mil palestinos expulsos, e mais de
quinhentas aldeias demolidas.
Essas aldeias, onde cresciam as oliveiras, as figueiras, as amendoeiras e as árvores
frutíferas, jazem sepultadas debaixo de autoestradas, centros comerciais e parques de diversões.
São mortas sem nome. O Comitê de Nomes das novas autoridades rebatizou o mapa.
O que resta é pouca Palestina. A implacável devoração do mapa invoca títulos de
propriedade, generosamente outorgados pela Bíblia, e se justifica pelos dois mil anos de
perseguição que o povo judeu sofreu.
A caça aos judeus foi, sempre, um costume europeu; mas os palestinos pagam essa conta,
que não é deles.
(Eduardo Galeano em "O Filho dos Dias")


Nenhum comentário :