domingo, abril 23, 2017

Martha Medeiros


Da série PIORES CAPAS DA HISTORIA


A fama é pura lorota

Hoje, Dia do Livro, bem que vale a pena recordar que a história da literatura é um paradoxo incessante.
Qual é o episódio mais popular da Bíblia? Adão e Eva mordendo a maçã.
Só que na Bíblia, esse episódio não aparece.
 Platão nunca escreveu sua famosa frase: Só os mortos viram como a guerra termina.
 Dom Quixote de la Mancha nunca disse: Os cães ladram e a caravana passa.
Não foi dita nem escrita por Voltaire a sua frase mais conhecida: Não estou de acordo com o que dizes, mas defenderei até a morte teu direito de dizer.
Georg Friedrich Hegel nunca escreveu: Cinzenta é a teoria, e verde a árvore da vida.
Sherlock Holmes jamais disse: Elementar, meu caro Watson.
Em nenhum de seus livros, nem panfletos, Lênin escreveu: O fim justifica os meios.
Bertolt Brecht não foi o autor do mais celebrado de seus poemas: Primeiro levaram os comunistas/ mas não me importei/ porque eu não era comunista...
Jorge Luis Borges não foi o autor do mais difundido de seus poemas: Se pudesse viver novamente minha vida/ trataria de cometer mais erros...

(Eduardo Galeano em "O Filho dos Dias")
Gabriel Casas’ Day Of The Book, Barcelona, 1932 (via alcarbon68)


sábado, abril 22, 2017

Bibi Ferreira em Veneno - Gota D´Agua



“Tudo está na natureza encadeado e em movimento – cuspe, veneno, tristeza, carne, moinho, lamento, ódio, dor, cebola e coentro, gordura, sangue, frieza, isso tudo está no centro de uma mesma e estranha mesa. 
Misture cada elemento – uma pitada de dor, uma colher de fomento, uma gota de terror. 
O suco dos sentimentos, raiva, medo ou desamor, produz novos condimentos, lágrima, pus e suor, mas, inverta o segmento, intensifique a mistura, temperódio, lagrimento, sangalho com tristezura, carnento, venemoinho, remexa tudo por dentro, passe tudo no moinho, moa a carne, sangre o coentro, chore e envenene a gordura:
 você terá um ungüento, uma baba, grossa e escura, essência do meu tormento e molho de uma fritura de paladar violento que, engolindo, a criatura repara o meu sofrimento co'a morte, lenta e segura. 

Eles pensam que a maré vai, mas nunca volta. Até agora eles estavam comandando o meu destino e eu fui, fui, fui, fui recuando, recolhendo fúrias. Hoje eu sou onda solta e tão forte quanto eles me imaginam fraca. Quando eles virem invertida a correnteza, quero saber se eles resistem à surpresa, quero ver como eles reagem à ressaca.

Trecho da peça Gota D'água escrita por Chico Buarque e Paulo Pontes em 1977, encenada por Bibi Ferreira

RIP Yvonne Monlaur



A atriz francesa Yvonne Monlaur morreu na ultima terça (18/04/17) aos 77 anos. Musa da prdoutora inglesa Hammer, brilhou em "The Brides of Dracula” (1960, ao lado de Peter Cushing) e “The Terror of the Tongs’ (1961, com Christopher Lee.).

Yvonne Monlaur e assusta com Andree Melly  em “The Brides of Dracula”, 1960 



Quem dá Mais?

Quanto é que vai ganhar o leiloeiro
Que é também brasileiro
E em três lotes vendeu o Brasil inteiro?
(Noel Rosa em "Quem dá Mais?" - 1932)


Carta aos pais

Uma execelente carta aos pais de uma escola municipal (EMEI Leopoldina - São Paulo).
Leia com atenção. Clique na foto pra ampliar.

A Noviça Voadora - The Flying Nun (1967).

Sally Field como irmã Bertrille - A Noviça Voadora - The Flying Nun (1967). O seriado de TV foiproduzido pela Screen Gems para a ABC de 1967 a 1970.
A história é baseada no livro de 1965 The Fifteenth Pelican, de autoria de Tere Rios.
Os episódios são centrados nas aventuras de um grupo de freiras no convento San Tanco na cidade de San Juan em Porto Rico.
A parte cômica era provida pela inexplicável habilidade de voar de uma noviça, Irmã Bertrille, interpretada por Sally Field. Essa habilidade era atribuída aos fortes ventos na região e que faziam a noviça voar devido a sua pequena estatura e peso.


Tivoli Park da Lagoa

Essa é pra matar as saudades desse parque que marcou a infância de muita gente. O Tivoli Park na Lagoa, Rio de Janeiro. Funcionou de 1973 a 1995 e pertencia ao empresário circense Orlando Orfei. Não era o melhor parque de diversões do mundo, mas foi um dos mais divertidos.






Orlando Orfei















Programa 'Fantástico' - abertura original





Abertura do programa Fantástico - Rede Globo de Televisão - 1973

A composição é do então todo poderoso Boni (José de OIiveira Bonifácio Sobrinho).
A primeira voz dessa abertura é da Vanusa.
as imagens de Clara Nunes, Ney Matogrosso, Supremes e outras inserções não apareciam na abertura original. Foram acrescentadas depois, em 1974.
No CD "Tudo a Ver" (trilhas dos programas da Globo/ Somlivre) está assim creditado: Guto Graça Melo / Boni.

Olhe bem, preste atenção,
Nada na mão, nesta também
Nós temos mágicas para fazer
Assim a vida ali pra ver...

Milhares de sonhos
Só para sonhar
Miragens que não se pode contar...

Numa fração
De um segundo
Qualquer emoção
Agita o mundo

Riso, criado por quem é mestre
Sexo, sem ele o mundo não cresce
Guerra, pra matar e morrer
Amor, que ensina a viver

Foguete no espaço
Rumo ao infinito
Provando que tudo
Não passa de um mito

É Fantástico
Da idade da pedra
Ao homem de plástico
O Show da Vida

Happy, Bettie Page !

Bettie Page (22 de abril de 1923 – 11 de dezembro de 2008)foi uma modelo norte-americana que se tornou famosa na década de 1950 por fotos de temática pin-up e fetichista.
 Ela é frequentemente chamada de "Rainha das Pin-ups" e seu visual, cuja marca registrada eram os cabelos pretos lustrosos e uma franja, influenciaram dezenas de artistas.
Page foi também uma das primeiras "Playmates do Mês" da Playboy, aparecendo na edição de janeiro de 1955 da revista. O final de sua vida foi marcado por depressão, mudanças violentas de ânimo e vários anos de internação em um hospital psiquiátrico público.
 Em 1959, ela se converteu ao cristianismo, posteriormente trabalhando para Billy Graham. Após anos de obscuridade, ela presenciou uma retomada de sua popularidade durante a década de 1980.(Wikipédia)






sexta-feira, abril 21, 2017

O indignado

Aconteceu na Espanha, num povoado de La Rioja, no anoitecer de hoje do ano de 2011, durante a procissão da Semana Santa.
Uma multidão acompanhava, calada, o passar de Jesus Cristo e dos soldados romanos que despejavam chicotadas em cima dele.
E uma voz rompeu o silêncio.
 Montado nos ombros de seu pai, Marcos Rabasco gritou para o açoitado:
 – Se defenda! Se defenda! 
Marcos tinha dois anos, quatro meses e vinte e um dias de idade.

(Eduardo Galeano em "O Filho dos Dias")

Ricardo Celma

O argentino Ricardo Celma (Buenos Aires, 1975)  faz pinturas inspiradas em mestres renascentistas, Óleo sobre tela ou madeira.