terça-feira, abril 11, 2017

Aracy de Almeida entrevistada por Ibrahim Sued

Só mesmo entendendo e admirando a história da música popular brasileira para saber que uma das maiores interpretes de seu tempo terminaria seus dias em medíocres programas de tv. Aracy foi grande aos 15 anos de idade. E cresceu. Considerada a maior intérprete de Noel Rosa, Aracy de Almeida começou cantando em igrejas do subúrbio do Rio. Até então, era uma menina de rua.

Entre 1950 e 1951 gravou dois álbuns dedicado a Noel Rosa que estão em primero lugar no livro 300 discos importantes da MPB. Franca e boêmia, falava o que queria, Se tivesse nascido no Mississipi, seria daquelas cantoras de blues que cresceram na rua e se transformaram em estrelas. Ao menos, como jurada, era muito franca com suas notas baixas para os calouros. Ela sabia das coisas. E morreu com muitas histórias.

Aqui no Bar do Bulga, um vídeo de nossos arquivos, o programa Fantástico, 1976, da Globo. O colunista social Ibrahim Sued entrevista a dama do Encantado. É antológico. De um lado, a malandragem daquela senhora. Do outro, um colunista cara de pau metido a playboy e que não poderia mais existir em nosso tempo do politicamente correto.




Nenhum comentário :