terça-feira, maio 31, 2016

Principais tendencias e movimentos do Cinema


Expressionismo
Surge em 1919, na Alemanha, com "O Gabinete do dr. Caligari", de Robert Wiene. Derivado da literatura e da arte, concebe a imagem como expressão física de um universo psíquico. Daí o uso distorcido dos cenários e a iluminação contrastada. Convive com outras tendências no período, como o "kammerspiel film", o realismo e o drama social.


Vanguardas soviéticas
Várias tendências inspiradas na arte, literatura e estudos linguísticos desenvolvidos na Rússia. Todas procuram o aprimoramento da linguagem e uma expressão proletária da arte. A junção das imagens, pela montagem, é vista como o elemento básico na formação do sentido.

Classicismo
O cinema narrativo americano surgido dos trabalhos do diretor D.W. Griffith e consolidado a partir de "O Nascimento de uma Nação", cujo trabalho de montagem traz o espectador para o centro da intriga.

Filme B
A partir dos anos 30, com a depressão, os estúdios instituem o sistema de programa duplo. "B" era o filme de complemento de programa, rodado com produção pequena e, em geral, maior liberdade. O nome aplica-se até hoje, por extensão, ao filmes de pequena produção fiéis ao cinema de gênero.

Modernismo
Cinema surgido a partir de 1940, que rompe com a linearidade narrativa (Orson Welles), a dramaturgia baseada nos tempos fortes da intriga (Nouvelle Vague) e a fragmentação da cena em diversos planos (Neo-realismo).

Neo-realismo
Em 1945, na Itália do pós-guerra, "Roma, Cidade Aberta", de Roberto Rossellini, institui a captação da realidade sem manipulações é como essência do ato cinematográfico. Abandona os estúdios pelos cenários naturais, substitui profissionais por atores amadores

Cinefilia
Na França, no fim da Segunda Guerra Mundial, surge uma geração para quem o cinema já tem uma história e sua prática não pode dispensar a visão e análise dos filmes. Sustenta a "política dos autores" contra os estúdios; a revista "Cahiers du Cinéma" torna-se sua bíblia.


Nouvelle Vague
Grupo de redatores de "Cahiers du Cinéma" opta por um cinema realista e simples e pelo uso dos materiais leves, em oposição ao cinema da "qualidade francesa".


Cinema Novo
No Brasil, anos 60, jovens cineastas preconizam a busca de um realismo inspirado pelos italianos e a necessidade de visar uma realidade nacional. Procura adaptar essas idéias à falta de recursos própria de um país subdesenvolvido.

Actors' Studio
Criado por Lee Strasberg, forma uma nova escola de atores, baseada no método Stanislavski. Elia Kazan transporta o método para o cinema.

Cinema de autor
Diz-se do conjunto de filmes em que o diretor mantém o controle da produção, por oposição ao sistema clássico de estúdio em vigor nos EUA a partir dos anos 20.


 Copyright © 1994-1999 Empresa Folha da Manhã S/A

Nenhum comentário :