sexta-feira, agosto 04, 2017

Roupa que conta

Uns dois mil anos atrás, foi aniquilada a grande cidade dos miaos.
Conforme revelaram antigos manuscritos chineses, em algum lugar da vasta planície dos
rios Amarelo e Yangtsé havia uma cidade onde viviam pessoas que têm asas e se chamam
Miao. Existem quase dez milhões de miaos na China atual. Falam uma língua que nunca teve
escrita, mas vestem roupas que contam sua grandeza perdida. Com fios de seda tecem a história
de suas origens e seus êxodos, seus nascimentos e seus funerais, as guerras dos deuses e dos
homens, e também a monumental cidade que já não existe:
– Nós a levamos na roupa – diz um dos velhos mais velhos. – A porta fica no capuz. As
ruas percorrem a capa inteira, e nas ombreiras florescem nossas hortas.

(Eduardo Galeano em "O Filho dos Dias")


Nenhum comentário :