terça-feira, maio 07, 2013

Ray Harryhausen (June 29, 1920 – May 7, 2013)

- Pioneiro dos efeitos visuais em Hollywood, Ray Harryhausen, que durante 40 anos deu vida a monstros e criaturas mitológicas em filmes como a versão original de "Fúria de titãs", morreu nesta terça aos 92 anos. A notícia foi confirmada pela família em comunicado.

"A influência de Ray sobre os cineastas atuais foi enorme: Steven Spielberg, James Cameron, Peter Jackson, George Lucas, John Landis e Nick Park citaram Harryhausen como o homem cujo trabalhou inspirou suas próprias criações", dizia a mensagem.

Harryhausen usou uma meticulosa técnica de animação em stop-motion para criar sozinho os efeitos visuais de 16 filmes lançados entre as décadas de 1950 e 1980, incluindo a série "Sinbad", "Jasão e os argonautas" e "As viagens de Gulliver".

Em 1992, ele recebeu um Oscar especial pelo conjunto de sua obra. "Alguns dizem que 'Cidadão Kane' é o maior filme de todos os tempos. Outros dizem que é 'Casablanca'", disse Tom Hanks ao apresentar a condecoração. "Para mim, o melhor filmes já feito é 'Jasão e os Argonautas'". Baseado na mitologia grega, o longa de 1963 traz cenas de esqueletos de espada em punho lutando contra guerreiros humanos, uma estátua colossal que ganha vida e uma serpente de sete cabeças.

Harryhausen foi o responsável por idealizar, modelar e filmar muitos desses momentos memoráveis da história do cinema. A maior parte de seus filmes, alguns feitos em parceria com o produtor Charles Schneer, tiveram baixo orçamento. Foi ele quem aperfeiçoou a técnica do stop-motion.
Ray Harryhausen, Forrest J Ackerman, and Ray Bradbury.

Sou fã do trabalho artesanal desse cara. Um gênio. Destaco Furia de Titàs (original de 1979), os filmes de Simbad e muitos outros. Ele conseguia dar espaço para a fantasia, criando figuras mitológicas de efeito psicológico incrível. Foi tão importante para a historia dos efeitos especiais que o nome dele aparece na frente do diretor e dos artistas principais. Ele é a verdadeira mitologia do cinema.







Ray Harryhausen
(June 29, 1920 – May 7, 2013)


Abaixo, a crítica publicada no Jornal do Brasil  em 13 de julho de 1981 quando o filme
Fúria de Titãs estreou no Rio de Janeiro. Um dos textos é de José Carlos Avellar, um dos melhores
críticos de cinema da imprensa brasileira.




gifsploitation: Thanks, Ray. :

Nenhum comentário :