terça-feira, maio 28, 2013

Caso Araceli

Há 40 anos, Araceli Cabrera Crespo, 8 anos, foi assassinada em Vitória (ES). Foi drogada, estuprada, mutilada e seu corpo recebeu uma dose de ácido para dificultar a identificação. Ninguém tinha coragem de investigar o caso que envolvia as famílias mais poderosas do Espírito Santo; dentre elas, estavam os Micheline e os Helal, ambas com ligações no governo (político e jurídico). Desde então, foram 14 testemunhas mortas. Os suspeitos nunca foram condenados. A data 18 de maio, dia em que desapareceu, foi escolhida para celebrar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Na internet, há uma petiçao pedindo mudança no nome da avenida "Dante Micheline" para "Araceli Cabrera".

Nenhum comentário :