domingo, junho 26, 2016

O brasão da família Bulgarelli

Time de respeito.

Eu junto com o tenor Sóstenes e os músicos Ronaldo gravino  e Paulinho Shoffen.

MARÇO AURÉLIO

Eu e Ana junto com o incrível radialista Marco Aurélio.

Cascavel

Da janela do restaurante Picasso.

Parada gay

Em New Orleans.

Água benta

Olha eu aí.   Levando litros de água benta.

Coxinha de verdade

Ana caprichando.  Coxinha feita com coxa de frango. Tem até osso.

Boêmia Aura

Uma ótima lagger escura fabricada em petropolis.

Jantar caprichado

Ana assina o prato. Macarrão básico ao alho com carne a la mexicana.

Tra lá lá...



tumblr_o8mt054YBT1uxpcvmo1_500.jpg


The Banana Splits



Ladrão de Casaca - To Catch a Thief (1955) dir. Alfred Hitchcock



tumblr_o74glwmkW51qa70eyo1_500.gif




tumblr_o74glwmkW51qa70eyo4_500.gif




quinta-feira, junho 23, 2016

terça-feira, junho 21, 2016

Feito Mistério - Boca Livre


Chet Baker


'New York' de Martin Scorsese

Título original : 'New York' abandona a leveza
Data: 30/Jan/96
Autor: Marcelo Rezende
Editoria: Ilustrada

Sobre a carreira do cineasta Martin Scorsese, é costumeiro afirmar que foi construída na oscilação entre a obra de arte e o indisfarçável tom comercial.
Como então situar, entre esses dois pólos, sua tentativa de recriar a arte do musical em "'New York, New York" ?
Produzido em 1977, em pleno império da "disco-music" em todo o planeta, Scorsese rejeitava seu presente e contava uma história de amor entre uma cantora e uma saxofonista na Nova York da segunda metade da década de 40.

Assim, sua história é tratada em três diferentes níveis: temos, em primeiro plano, o conturbado relacionamento entre seus principais personagens (Liza Minnelli e Robert De Niro), que passam pelas provações comuns, como a infidelidade, de um casamento.
Em seguida seu filme compõe uma espécie de painel histórico. Vemos uma cidade esperançosa com o fim da Segunda Guerra e que passa também por um outro tipo de transformação, essencial para os personagens de Scorsese.
O tempo em que vivem é também o momento do início do declínio das "big-bands" americanas, que começam a ceder espaço para a experimentação e a improvisação do "be-bop".
Um processo que traz o indivíduo para linha de frente, em lugar do coletivo. Algo que explica em parte o egocentrismo e o desconforto com o mundo do personagem de De Niro.
E temos ainda, por fim, o desejo de Scorsese em tirar de seu musical qualquer ar de leveza e de fantástico, qualidades quase inerentes ao gênero em sua forma clássica.
O resultado é um filme que talvez esteja um pouco longe de resolver cada idéia apresentada, deixando ao espectador um certo ar de excesso. Mas há também a marca da genialidade de seu diretor.
O que significa possuir, ao menos por momentos, o que existe de mais estonteante no cinema: a mais pura beleza.
(Marcelo Rezende)


 Copyright © 1994-1999 Empresa Folha da Manhã S/A

sábado, junho 18, 2016

Família Mayworm


Hoje acabou o vinho de maçã fabricado pela família Mayworm. Restou o do tipo "porto" (safra 2005) e o licor de pimenta. Aqui o registro na adega da família em Petrópolis e o histórico desses alemães que chegaram ao Brasil no século 19.

sexta-feira, junho 17, 2016

Tunai


"Tradição" - Geraldo Filme


Tati Bernardi


Manuel Bandeira - Petrópolis , 1947


Fernando Pessoa


Sueli Costa "Cobras e Lagartos"


Veronica Sabino


Meu primeiro celular

Na verdade, nunca foi meu. Trabalhei com um desses quando era repórter da
primeira equipe da CBN Maringá em 1998. Um trambolho, mas com ótima
qualidade  de áudio. Difícil era ficar segurando o aparelho numa entrevista. O braço cansava. 

Paulo Leminski

Desencontrários 

Mandei a palavra rimar,
ela não me obedeceu.
 Falou em mar, em céu, em rosa,
em grego, em silêncio, em prosa.
 Parecia fora de si,
a sílaba silenciosa.

 mandei a frase sonhar,
e ela se foi num labirinto.
 Fazer poesia, eu sinto, apenas isso.
Dar ordens a um exército,
 para conquistar um império extinto.