domingo, abril 17, 2016

Angela de Campos

O tempo soluça no relógio
as rugas horizontais
que não tatuam meu rosto.
Ponteiros
agulhas invisíveis
injetam o ritmo
que infecta o dia.
(Angela de Campos)

Nenhum comentário :