sexta-feira, maio 15, 2015

Poema para o meu 43º Aniversário (Bukowski)

Acabar sozinho
num quarto sepultura
sem cigarros
ou vinho –
só uma pequena luz,
barriga,
cabelo grisalho
e feliz por ter
o quarto.
… logo de manhã
eles aí estão
a fazer pela vida:
juízes, carpinteiros,
canalizadores, médicos,
ardinas, polícias,
barbeiros, lavadores de carros,
dentistas, floristas,
empregadas de balcão, cozinheiros,
taxistas…
e tu viras-te para
o lado esquerdo
para apanhares sol
nas costas
e não
nos olhos.
Tradução de Manuel A. Domingos.

Nenhum comentário :