quarta-feira, março 28, 2012

Ademilde Fonseca



O Brasil perdeu hoje a grande Ademilde Fonseca. Procurei nos meus arquivos e não encontrei muita coisa. Uma das maravilhas é o samba abaixo de Assis Valente. Aqui ele registra o censo que ocorreu em 1940. É apreendendo a historia do Brasil pela historia da musica popular brasileira.

Recenseamento
Assis Valente
Canta: Ademilde Fonseca





Em 1940
lá no morro começaram o recenseamento
E o agente recenseador
esmiuçou a minha vida
que foi um horror
E quando viu a minha mão sem aliança
encarou para a criança
que no chão dormia
E perguntou se meu moreno era decente
se era do batente ou se era da folia

Obediente como a tudo que é da lei
fiquei logo sossegada e falei então:
O meu moreno é brasileiro, é fuzileiro,
é o que sai com a bandeira do seu batalhão!
A nossa casa não tem nada de grandeza
nós vivemos na fartura sem dever tostão
Tem um pandeiro, um cavaquinho, um tamborim
um reco-reco, uma cuíca e um violão

Fiquei pensando e comecei a descrever
tudo, tudo de valor
que meu Brasil me deu
Um céu azul, um Pão de Açúcar sem farelo
um pano verde e amarelo
Tudo isso é meu!
Tem feriado que pra mim vale fortuna
a Retirada da Laguna vale um cabedal!
Tem Pernambuco, tem São Paulo, tem Bahia
um conjunto de harmonia que não tem rival
Tem Pernambuco, tem São Paulo, tem Bahia
um conjunto de harmonia que não tem rival

Millôr Fernandes

Millôr Fernandes ( 27 de maio,1924 –  27 de março 2012)
Via Carta Capital

POLÍTICA

Faço questão que o ministro brasileiro me batize nas águas do Rio Jordão, em Israel. Cada um tem o São João Batista que merece

Imprensa é oposição. O resto é armazém de secos e molhados

Pra acabar com o desemprego, o Planalto tem que, primeiro, acabar com o desentrabalho

Quem se curva diante dos opressores mostra o traseiro para os oprimidos

Enquanto o Lula só fala no futuro, nós aqui repetimos: o Brasil tem um gigantesco passado pela frente

O Brasil é um filme pornô com trilha de Bossa Nova

De todos os países do mundo, o Brasil é o mais rico em pobres



HUMANIDADE

O homem é um animal inviável

Nunca ninguém perdeu dinheiro apostando na desonestidade

A Justiça é um sistema de leis legalizando a injustiça

Como são admiráveis as pessoas que não conhecemos muito bem

O homem é o único animal que ri

Às vezes você está discutindo com um imbecil… e ele também.

Quem avisa é fofoqueiro

Não há canalhas nos cemitérios



ECONOMIA

O aumento da canalhice é o resultado da má distribuição de renda

Quando acabarmos de comer o queijo vamos distribuir ao povo todos os buracos

Banqueiro que tem escrúpulos em ganhar dinheiro de qualquer maneira é um traidor da classe

Nunca tantos deveram tanto a tão porcos

O Balanço é uma mentira contábil

Quem trabalha não tem tempo de ganhar dinheiro



CIÊNCIA E RELIGIÃO

Está bem que você acredite em Deus. Mas vai armado

Não existe pensador católico. Não existe pensador marxista. Existe pensador. Preso a nada

Fiz três revoluções, todas perdidas. A primeira contra Deus, e ele me venceu com um sórdido milagre

Fobia é um medo com PhD

Especialista é o que só não ignora uma coisa



SEXO

Na casa do vizinho sempre sobra excitação

De todas as taras sexuais, não existe nenhuma mais estranha do que a abstinência

Sensualidade é aquilo que antigamente havia no ato sexual

Uma casa fechada é uma casa aberta a todas as práticas

A promiscuidade só existe quando uma mulher – homem não! – perde a conta do número de homens com quem esteve

Antes de Freud o sexo era um pecado maravilhoso. Agora é um enrolo tedioso



MEIO AMBIENTE

Preservar a Amazônia é mole. É só, antes, reflorestar a cabeça dos madeireiros.



FILOSOFIA DE VIDA

A alma enruga antes da pele

O otimista não sabe o que o espera

Nunca deixe pra amanhã o que pode deixar hoje

Em dúvida, blefe

Metafísico é o sujeito que demonstra a existência de uma coisa que não existe



CULTURA

Os eruditos tiveram apenas que proibir o povo de falar errado

Antigamente os animais falavam. Hoje escrevem

Ontem, ontem tinha agá, hoje não tem. Hoje ontem tinha agá e hoje, como ontem, também tem



GEOGRAFIA

No Brasil o sol nasce pra todos. A chuva, só pro sul do país

Na alta do mar até rio afoga



TECNOLOGIA

O relógio é um aparelho movido a infinito

Internet. Aberta pro mundo, alheia ao que a faz.

Meu primeiro computador: um XT a vapor, considerado por muitos uma extraordinária peça de ficção científica

Só depois que a tecnologia inventou o telefone, o telégrafo, a televisão, a internet, foi que se descobriu que o problema de comunicação mais sério era o de perto

A televisão é uma maravilha tequinológica (sic) que levou ao extremo o barateamento da popularidade

Três coisas que derrotam os computadores: estrelas no céu, grão de areia na praia, idiotas no mundo



GASTRONOMIA

Abacate, com açúcar, é considerado a fruta mais doce do Brasil

O ovo frito de hoje anula o galeto de amanhã



VIDA E MORTE

Nenhum humorista atira pra matar

A juventude é mais bonita quando o cara fica velho

Sempre me achei um homem totalmente livre; mas ontem um guarda me convenceu do contrário

Depois de morrer meus descendentes poderão dizer com orgulho: “Ele não fez nada que merecesse a Ordem do Mérito!”

Quando um cara fica velho é pro resto da vida. E cada dia fica mais velho

Todo homem nasce original e morre plágio


Morrer é uma coisa que se deve deixar sempre pra depois

De madrugada esta minha avenida, tão comprida, desemboca no além

1968: Millor apresentou o show Descomunal
Abaixo, ouça o texto de Millor - Raridade do Bar do Bulga



domingo, março 25, 2012

Peteca, Adeus!!

Peteca, em 1995
Peteca foi encontrada junto com outras tres irmãs recém nascidas dentro de uma sacola de papel no jardim da minha casa, na Mosela, em Petrópolis, em 1995. Eu estava indo para a Radio 107 FM na manhã daquele sábado. As irmãs foram adotadas. E Peteca nos adotou. Hoje ela mora na casa da minha sogra, no bairro Campo do Serrano, Quarteirão Ingelhein. Está nas ultimas. A música é do Paulinho Nogueira em que ele recorda de seus três cachorros. Quem tem ou já teve um, sabe como é que é.
Peteca; ultimas fotos



Peteca: imagem de 2011

Cacos & Louças

Clique na foto para ver ampliado. Aqui temos um pedaço do nosso apê. Os quadros são de minha mãe, Martha Bulgarelli. O movel maior, foi do meu avô materno, Oscar da Rocha Paes. Ao lado, há um rádio. Presente dos amigos Lukas e Isa.  ao lado, um abajur também do vovô Oscar. O telefone negro pertenceu a minha avõ materna, Noemia Crass Rocha Paes. O relógio pertenceu a avõ da Ana, Vanda Custódio Borré (ela o  herdou  de um padrinho). Sobre o móvel do vovô Oscar, duas xícaras de sopa. Foram presentes do casal Leonardo Filho e Silvina. 
Há uma foto em cima do rádio. Sou eu e Ana com roupas antigas. Lembrança de um passeio em Gramado, RGS.

The Midnight Ramblers - Country Music (1981)

O Luiz Alberto (Bugrim) facilita aos que querem ouvir esse ótimo disco feito por musicos brasileiros em estúdio.
A coletânea passa por Simon & Garfunkel, James Taylor, Bob Dylan e temas de filmes como Deliverace (Amargo Pesadelo)


Coletânea de medleys lançada pela Som Livre em 1981. Posteriormente, em 1989, este disco foi relançado com a capa abaixo, sob patrocínio da marca Marlboro, com a inclusão da música The Magnificent Seven - tema do comercial da marca - na faixa Duelin' Songs, que ficou mutilada em virtude da edição/mixagem. Nesta postagem, mantivemos a faixa Duelin' Songs em sua versão original, incluindo em faixa à parte, a música The Magnificent Seven.

Tracklist:

01) COUNTRY GOES ON 
       BYE, BYE LOVE 
       WHAT GOES ON 
       TURKEY IN THE STRAW 
       MOTHER’S LITTLE HELPER 
       I’VE JUST SEEN A FACE 
       BLOWIN’ IN THE WIND 
       ACT NATURALLY 

02) AND THE DEVIL WENT DOWN TO THE COUNTRY MUSIC 
       KODACHROME 
       THE STREAK 
       OH! LONESOME ME 
       ROLLIN’ IN MY SWEET BABY ARMS 
       HOT DOG 
       DEVIL WENT DOWN TO GEORGIA
  
03) SWEET MEMORIES 
       SWEET MEMORIES 
       YOU’VE GOT A FRIEND 
       THE MOST BEAUTIFUL GIRL IN THE WORLD 
       ODE TO BILLIE JOE 
       WHISPERING  

04) DUELIN’ SONGS 
       DUELIN’ BANJOS 
       STEEL GUITAR RAG 
       I’M WALKING 
       THE BATTLE HYMN OF THE REPUBLIC 
       DIXIE 
       YANKEE DOODLE 
       BONANZA 
       STEAMER LANE BREAK DOWN 

05) LIKE IN THE GOOD OLD WESTERN DAYS 
       LOOKIN’ OUT MY BACK DOOR 
       LIKE A ROLLING STONE 
       LEMON TREE 
       RUBY...DON’T TAKE YOUR LOVE TO TOWN 
       I’LL CRY INSTEAD 
       BAD MOON RISING 
       JAMBALAYA (ON THE BAYOU) 
       LOOKIN’ OUT MY BACK DOOR 

06) I CAN’’T STOP SINGIN’ THESE SONGS 
       THE BOXER 
       RAINBOW 
       SWEET CAROLINE 
       I CAN’T STOP LOVIN’ YOU 
       MARLEY PURT DRIVE 
       GREEN, GREEN GRASS OF HOME 
       TO LOVE SOMEBODY 
       DON’T PASS ME BY 
       WICHITA LINEMAN 

07) COUNTRY MUSIC IS KNOCKIN’ YOUR DOOR 
       BERNARDINE 
       SAN BERNARDINO 
       MEMPHIS TENNESSEE 
       OH! SUZANAH 
       DAYS OF PEARLY SPENCER 
       WHEN LOVE COMES KNOCKIN’ (AT YOUR DOOR) 
       TIE A YELLOW RIBBON (ROUND THE OLD OAK TREE) 
       HELLO MARY LOU (GOODBYE HEART) 

08) THE MAGNIFICENT SEVEN 







Bom domingo!

Via Antonio Roberto de Paula


Trovoa
Mauricio Pereira

Minha cabeça trovoa
sob meu peito te trovo
e me ajoelho
destino canções pros teus olhos vermelhos
flores vermelhas, vênus, bônus
tudo o que me for possível
ou menos
(mais ou menos)
me entrego, ofereço
reverencio a tua beleza
física também
mas não só
não só

graças a Deus você existe
acho que eu teria um troço
se você dissesse que não tem negócio
te ergo com as mãos
sorrio mal
mal sorrio
meus olhos fechados te acossam
fora de órbita
descabelada
diva
súbita…
súbita…

seja meiga, seja objetiva
seja faca na manteiga
pressinto como você chega
ligeira
vasculhando a minha tralha
bagunçando a minha cabeça
metralhando na quinquilharia
que carrego comigo
(clipes, grampos, tônicos):
toda a dureza incrível do meu coração
feita em pedaços…

minha cabeça trovoa
sob teu peito eu encontro
a calmaria e o silêncio
no portão da tua casa no bairro
famílias assistem tevê
(eu não)
às 8 da noite
eu fumo um marlboro na rua como todo mundo e como você
eu sei
quer dizer
eu acho que sei…
eu acho que sei…

vou sossegado e assobio
e é porque eu confio
em teu carinho
mesmo que ele venha num tapa
e caminho a pé pelas ruas da Lapa
(logo cedo, vapor… acredita?)
a fuligem me ofusca
a friagem me cutuca
nascer do sol visto da Vila Ipojuca
o aço fino da navalha me faz a barba
o aço frio do metrô
o halo fino da tua presença

sozinha na padoca em Santa Cecília
no meio da tarde
soluça, quer dizer, relembra
batucando com as unhas coloridas
na borda de um copo de cerveja
resmunga quando vê
que ganha chicletes de troco

lebrando que um dia eu falei
"sabe, você tá tão chique
meio freak, anos 70
fique
fica comigo
se você for embora eu vou virar mendigo
eu não sirvo pra nada
não vou ser teu amigo
fique
fica comigo…"

minha cabeça trovoa
sob teu manto me entrego
ao desafio de te dar um beijo
entender o teu desejo
me atirar pros teus peitos
meu amor é imenso
maior do que penso
é denso
espessa nuvem de incenso de perfume intenso
e o simples ato de cheirar-te
me cheira a arte
me leva a Marte
a qualquer parte
a parte que ativa a química
química…

ignora a mímica
e a educação física
só se abastece de mágica
explode uma garrafa térmica
por sobre as mesas de fórmica
de um salão de cerâmica
onde soem os cânticos
convicção monogâmica
deslocamento atômico
para um instante único
em que o poema mais lírico
se mostre a coisa mais lógica

e se abraçar com força descomunal
até que os braços queiram arrebentar
toda a defesa que hoje possa existir
e por acaso queira nos afastar
esse momento tão pequeno e gentil
e a beleza que ele pode abrigar
querida nunca mais se deixe esquecer
onde nasce e mora todo o amor

domingo, março 18, 2012

Retrô

Dóris Giesse (Rio de Janeiro, 18 de maio de 1960) é uma modelo, bailarina, atriz e jornalista brasileira.

Antes de ingressar na televisão, estudou Pedagogia na Unicamp e Filosofia na PUC, formada como bailarina clássica pela Royal Academy of Dance de Londres, aprimorou-se na Juilliard School de Nova York e integrou o grupo de ballet Cisne Negro e o Ballet Stagium nos E.U.A. Além de bailarina, atuou como ginasta olímpica. Ícone da moda, estampou capas das principais revistas do país, como Vogue, Nova, Veja São Paulo e Claudia. Posou nua para Playboy em novembro de 1990, e para a Sexy em dezembro de 1992 e dezembro de 1994. Atuou em grandes campanhas publicitárias (H. Stern, Melitta, Axe e outras) e chegou a estrelar treze peças publicitárias simultaneamente, recorde que permanece até os dias de hoje (2010).[1] No cinema, protagonizou o filme Sonhos de menina moça.
Iniciou sua carreira na televisão nos anos 80, aparecendo pela primeira vez como uma das modelos da abertura da novela Brega e Chique, em 1987, e tendo seu primeiro destaque na apresentação do Jornal de Vanguarda, em 1988, na Rede Bandeirantes. Dona de uma beleza incomum para os padrões brasileiros, em 1990 foi contratada pela Rede Globo, como apresentadora do Fantástico.
Ganhou um programa próprio em 1991, o Doris para Maiores, que foi o embrião do que seria no ano seguinte o Casseta & Planeta, Urgente!. Na época, Doris passou a ser vista como andrógina, pelos cabelos curtos e voz grave, principalmente quando desempenhava o papel da androide Dorfe no mesmo programa.

Depois de uma breve passagem pelo SBT, entre 1994 e 1995, na qual apresentou o SBT Repórter e o TJ Brasil, em 1997 deu luz à gêmeos e, em seguida, foi contratada pela Rede Record, onde apresentou, em 1998, a primeira fase do Fala Brasil.
Atualmente, Dóris oferece serviços de consultoria jornalística e apresentação de eventos. Tem um blog no qual posta poemas de sua própria lavra. Em 2007, retomou a carreira de modelo, tendo participado do São Paulo Fashion Week.
Na manhã de 15 de abril de 2007, Dóris caiu do oitavo andar de um prédio da rua Apinajés, em Perdizes, São Paulo. Sobreviveu por ter a queda amortecida por um telhado de amianto. Segundo sua assessoria de imprensa, ela caiu enquanto tentava resgatar seu gato.[2][3]
Em 2009, voltou a publicar poesias e crônicas em seu novo blog Doris para Maiores.
(Via Wikipedia)

Bom domingo!



gota dagua

Fragmento da peça Gota Dágua, de Chico Buarque e Paulo Pontes. Um espetáculo feito sob medida para Bibi Ferreira.  Emocionante em "Veneno" ...

"Tudo está na natureza encadeado e em movimento – cuspe, veneno, tristeza, carne, moinho, lamento, ódio, dor, cebola e coentro, gordura, sangue, frieza, isso tudo está no centro de uma mesma e estranha mesa. Misture cada elemento – uma pitada de dor, uma colher de fomento, uma gota de terror. O suco dos sentimentos, raiva, medo ou desamor, produz novos condimentos, lágrima, pus e suor, mas, inverta o segmento, intensifique a mistura, temperódio, lagrimento, sangalho com tristezura, carnento, venemoinho, remexa tudo por dentro, passe tudo no moinho, moa a carne, sangre o coentro, chore e envenene a gordura: você terá um ungüento, uma baba, grossa e escura, essência do meu tormento e molho de uma fritura de paladar violento que, engolindo, a criatura repara o meu sofrimento co'a morte, lenta e segura.
...
 Eles pensam que a maré vai, mas nunca volta. Até agora eles estavam comandando o meu destino e eu fui, fui, fui, fui recuando, recolhendo fúrias. Hoje eu sou onda solta e tão forte quanto eles me imaginam fraca. Quando eles virem invertida a correnteza, quero saber se eles resistem à surpresa, quero ver como eles reagem à ressaca.

Bom domingo!

Via Ecos do Teleco Teco
Lisa Ono já foi divulgada no Bar do Bulga. Agora apresentamos Machiko Watarumi. Essa é japonesa mesmo e brilha no país do sol nascente.


Nação
João Bosco

Dorival Caymmi falou prá Oxum
Com Silas tô em boa companhia
O céu abraça a terra, deságua o rio na Bahia
Jeje minha sede é dos rios
A minha cor é o arco-íris, minha fome é tanta
Planta flor irmã da bandeira
A minha sina é verde-amarela feito a bananeira
Ouro cobre o espelho esmeralda
No berço esplêndido
A floresta em calda manjedoura d'alma
Labarágua, Sete Queda em chama
Cobra de ferro, Oxum-maré, homem e mulher na cama
Jeje tuas asas de pomba
Presas nas costas com mel e dendê agüentam por um fio
Sofrem o bafio da terra
O bombardeio de Caramuru, a sanha de Anhanguera
Jeje tua boca do lixo, escarra o sangue
De outra hemoptise no canal do mangue
O Uirapuru das cinzas chama
Rebenta a louça Oxum-maré
Dança em teu mar de lama.

sábado, março 17, 2012

Donovan


  O escocês Donovan apareceu em 1965 com Catch The Wind e outras pauladas acústicas.
  Em 66 largou o violão que era o vínculo maior de sua comparação com Bob Dylan e entra na visceral psicodelia com o lisérgico disco Sunshine Superman, onde a faixa título poderia se tornar o primeiro “hit pop psicodélico” se não fosse Eight Miles High dos Byrds. Eram eternas viagens em forma de LP. Aí está The Trip, o blues com o nome do bar que Donovan se apresentava e conhecia o pessoal “antenado” com os novos tempos que surgiam. Fala de Fellini, Bob Dylan, Joan Baez, Lewis Caroll, Mago Merlin e a Metedrina.
  Foi um dos compositores mais gravados da época, desde o início de sua carreira jorravam maravilhas como a beleza de Catch The Wind: “Quando o pôr-do-sol empalidecer o céu eu quero me esconder um instante atrás do seu sorriso, e todos que eu olharia, seus olhos eu encontraria...”. A estonteante Colours: “Amarelo é a cor do meu cabelo na parte da manhã quando nos elevamos, esse é o tempo, eu amo o melhor...”. Mellow Yellow de 67 também é outro marco da psicodelia, o igualando a todas as outras bandas do gênero.
  Ele está em Don’t Look Back de Bob Dylan, seguiu os passos dos amigos Beatles e foi para a Índia atrás dos ensinamentos do guru Maharish Mahesh. Letras visionárias ligadas à política, antibélicas, ao verão do amor e movimento hippie, cósmicas, até o poema épico-místico sobre o continente perdido Atlantis.

(Via Suco de Sulcos)

***
01. Catch The Wind
02. Song For John
03. Only The Blues
04. Keep On Truckin'
05. Sunshine Superman
06. Pamela Jo
07. Atlantis
08. Oh Gosh
09. Colours
10. Wear Your Love Like Heaven
11. The Trip
12. Why Do You Treat Me Like You Do
13. People Used To
14. The Tinker And The Crab
15. Cuttin' Out
16. The Sun Is a Very Magic Fellow
17. Hurdy Gurdy Man
18. Josie
19. Sunny South Kensington
20. Ramblin' Boy
21. Candy Man
22. Mellow Yellow
23. As I Recall It
24. Super Lungs
25. Season Of The Witch


Lukas...

sexta-feira, março 16, 2012

Samba Rock no


E a festinha continua! Samba Rock tem o compasso quartenário do rock mesclado com elementos do samba. Gênero muito aberto a inovações. Tudo AQUI

01 TENHA FÉ, POIS AMANHÃ UM  NOVO DIA VAI NASCER - SALINAS
Música de Jorge Ben pra começar bem.

02 A VIDA EM SEUS MÉTODOS DIZ CALMA - DI MELO
Di Melo fez um excelente album em 1975 e aos poucos vamos conhecendo faixa por faixa. Um disco muito além do seu tempo.

03 NÊGO DITO - BRANCA DE NEVE
Obra prima de Itamar Assumpção no balanço do já falecido Branca de Neve. Os metais arrasam.

04  BALANÇO - WILSON SIMONINHA..
Musica de Marco Mattoli com a participação do filho do Simonal. Balanço bom é coisa rara!

05 AEROPORTO -  CLUBE DO BALANÇO
Letra divertida e inteligente do mago Marco Martolli

06  BURGUESINHA - SEU JORGE
Sucesso recente de Seu Jorge - Samba rock não morre..

07 O COMILÃO- ERASMO CARLOS...
Letra de Erasmo e Roberto Carlos. Muito divertida.

08 - ROSA COR DE ROSA - ABILIO MANOEL
Abílio é famoso por Luiza Manequim e Pena Verde. Mas descobrimos essa pepita.

09 NÃO QUERO DINHEIRO - TIM MAIA..
O síndico não podia faltar

10 CARANGO - WILSON SIMONAL
Todo o swing do maior show man da história da MPB...

11 DOIDINHA - FAROFA CARIOCA..
Do Farofa veio Seu Jorge

12 ILÊ AYÊ -GILBERTO GIL
Gil mostrar que é bom ser negro.

13. BLUES PARA EMMETT - VINICIUS E TOQUINHO
A dupla homenageia o garoto negro que foi assassinado nos Estados Unidos por homens.brancos. Demais. Confira no vídeo abaixo.

14 MARIA FUMAÇA - BANDA BLACK ..
É a Black Rio em pessoa.

15 MENINA DA LADEIRA - JOAO SÓ
João Só ficou famoso com essa canção. Somente essa. Morreu só. E eterno.

16 MENTIRA - MARCOS VALLE
Valle mergulhou muito na cultura black.

17 MINHA TEIMOSIA, UMA ARMA PRA TE CONQUISTAR - JORGE BEN
Excelente faixa de Tábua de Esmeraldas, obra-prima de Ben...

18  - MANGUEIRA -PAULA LIMA E SEU JORGE.
Samba rock sobe o morro depois de descer pro asfalto

19 - DO LEME AO PONTAL -BANDA VITORIA RÉGIA E JORGE BEN.
Tim morre e Ben homenageia conduzindo a famosa banda.

20 AFRICA BRASIL (ZUMBI) - JORGE BEN
Pra fechar: Ben cita várias nações afros .Um hino.

Aurora Boreal

VIA gif-couture: Aurora Borealis / Tromsø Norway 2012.YouTube link:











Today It´s Friday!!

quinta-feira, março 15, 2012

O Sr. sabe lá o que é torcer pelo Botafogo?

Olhe Aqui, Mr. Buster
Vinicius de Moraes

Olhe aqui, Mr. Buster: está muito certo
Que o Sr. tenha um apartamento em Park Avenue e uma casa em Beverly Hills.
Está muito certo que em seu apartamento de Park Avenue
O Sr. tenha um caco de friso do Partenon, e no quintal de sua casa em Hollywood
Um poço de petróleo trabalhando de dia para lhe dar dinheiro e de noite para lhe dar insônia
Está muito certo que em ambas as residências
O Sr. tenha geladeiras gigantescas capazes de conservar o seu preconceito racial
Por muitos anos a vir, e vacuum-cleaners com mais chupo
Que um beijo de Marilyn Monroe, e máquinas de lavar
Capazes de apagar a mancha de seu desgosto de ter posto tanto dinheiro em vão na guerra da
Coréia.
Está certo que em sua mesa as torradas saltem nervosamente de torradeiras automáticas
E suas portas se abram com célula fotelétrica. Está muito certo
Que o Sr. tenha cinema em casa para os meninos verem filmes de mocinho
Isto sem falar nos quatro aparelhos de televisão e na fabulosa hi-fi
Com alto-falantes espalhados por todos os andares, inclusive nos banheiros.
Está muito certo que a Sra. Buster seja citada uma vez por mês por Elsa Maxwell
E tenha dois psiquiatras: um em Nova York, outro em Los Angeles, para as duas "estações" do
ano.
Está tudo muito certo, Mr. Buster - o Sr. ainda acabará governador do seu estado
E sem dúvida presidente de muitas companhias de petróleo, aço e consciências enlatadas.
Mas me diga uma coisa, Mr. Buster
Me diga sinceramente uma coisa, Mr. Buster:
O Sr. sabe lá o que é um choro de Pixinguinha?
O Sr. sabe lá o que é ter uma jabuticabeira no quintal?
O Sr. sabe lá o que é torcer pelo Botafogo?

Edgar Allan Poe

 

quarta-feira, março 14, 2012

Botafoguenses

O paraibano artista Chico César não esconde a paixão pelo Botafogo e a semelhança
cada vez maior com o Grande Otelo 

Fábio Massalli



Massalli deixa O Diário do Norte do Paraná para assumir
um cargo público em Brasilia.

O reporter Fabio Massalli está deixando O Diário (Maringá).
 Ele passou em um concurso público e ainda nesta semana estará na capital federal. Vai pertencer ao quadro de funcionários da comunicação estatal.
Trabalhei com ele durante bons anos em O Diário. Cheguei a ser o seu editor  de cultura. Bons tempos e boas lembranças, como o dia em que ele foi com o fotografo Walter Fernandes fazer uma matéria no inacreditável circo do Vassourinha. Os dois voltaram com a famosa foto em que Massalli  perde o medo diante das facas.
Parabéns, amigo!  
Massalli   foi"voluntário"  no número do atirador de facas do rústico
 Circo do Vassourinha  

segunda-feira, março 12, 2012

Rock no Bar do Bulga


Presente para um bom inicio de semana. É rock no Bar do Bulga. Apesar de não ser especialidade da casa, optamos em oferecer um cardápio farto. É o que já rolou por aqui.  



01 The Who - Pinball Wizard
02 Deep Purple - Smoke On The Water
03 Iggy Pop - I Wanna Be Your Dog
04 Led Zepellin - Black Dog
05 Nirvana - Smells Like Teen Spirit
06-The Doors -Light My Fire
07 Rolling Stones - Gimme Shelter
08 The Clash - Should I Stay or Should I Go
09 Guns N' Roses - Sweet Child of Mine
10 The Beatles - Helter Skelter

11 Bachman-Turner Overdrive - Hold Back The Water
12 Derek & The Dominos - Layla
13 Gary Glitte- I Didn't Know I Loved You (Till I Saw...)
14 Heart - If Looks Could Kill
15 Rush - Tom Sawyer
16 Kiss - Rock & Roll All Nite (Live)
17 Left Side - Mamma Mia
18 Led Zepplin - Whole Lotta Love
19 Peter Frampton - Breaking All The Rules
20 The Hollies- Long Cool Woman (In A Black Dress)




Honório Silva, valente reporter cinematográfico da RPC Maringá, completa 39 anos nesta segunda-feira